Good bye, my almost lover.

É engraçado quando nós, simples mortais, gostamos tanto de ter alguém por perto. Não digo apenas amor, mas digo também sobre a amizade. É engraçado como alguns retardados conseguem ser amigos de pessoas como eu. Não digo só os amigos aqui da Internet (mesmo estando longe, o meu amor por eles não é menor do que pelos que convivo) mas digo os amigos que tenho no colégio ou até que conheci em outros locais. Mas o fato é, que sem eles, eu não conseguiria aturar vinte e duas matérias ou a minha temida aula de educação física. Sem eles, meu almoço seria sem risadas, minhas aulas de artes seria sem bobagens ou minha saída seria sem enrolamento na frente do colégio.
Sem desmerecer os meus amigos via Internet, cá vou eu falar sobre vocês: Nada seria de mim - uma simples fake decadente - sem a amizade que vocês me dão. Nada seria de mim, sem o Gerard, o Edward, o Matt, a Jess, e muitos outros. Não conseguiria ficar aqui vegetando nas minhas madrugadas sem as piadas e coisas sem nexo que vocês me falam.
Por fim, nada seria de mim toda - on ou off - sem os meus amigos, amigos que levo no peito, onde o coração bate.


H. Nichole.

1 Desnecessariedades.:

Open My Heart For You disse...

Estou nos nomes sitados, dalicença?
Te amo.